O que você tem feito em termos de Marketing Veterinário

 

Muito além de ter o domínio técnico da profissão, quem empreende no segmento veterinário precisa expandir seus conhecimentos em gestão se quiser garantir a estabilidade e o crescimento do seu negócio no mercado. 

 

Uma parcela essencial desse conhecimento, nesse sentido, tem a ver com a divulgação da empresa – em outras palavras, estratégias eficazes para aumentar o número de atendimentos, fidelizar os clientes já existentes e fortalecer a marca da clínica na região

 

Para te ajudar a alavancar sua clínica veterinária, elaboramos um guia com dicas práticas para começar a aplicar agora mesmo. Confira e alavanque seus resultados! 

5 dicas para fazer um Marketing Veterinário de Sucesso 

 

1. Fique de olho no Código de Ética

Antes de tudo, fica o alerta: o âmbito da publicidade na Medicina Veterinária é regulamentado e visa manter a ética e o respeito à imagem dos pacientes, além de evitar publicidades apelativas e/ou enganosas. 

 

Há uma Resolução do CFMV, por exemplo, que estabelece a proibição do uso de fotos de pacientes ou casos clínicos para exibir os resultados de tratamentos ou para fins promocionais. 

 

Ao planejar qualquer ação de marketing, portanto, é imprescindível ficar de olho no código de ética e nas diretrizes do CFMV para resguardar a integridade e a ética inerentes à profissão de Medicina Veterinária

 

ATENÇÃO: O CRMV- PR elaborou um Manual de Publicidade do Médico Veterinário bastante interessante. Clique aqui para conferir o material

Veja a matéria no site da San Mídia Vet sobre este assunto

 

2. Invista em uma boa identidade visual 

É importante ter em mente que a identidade visual é a “cara” do seu negócio, a face que ele mostrará ao cliente e ao mercado. Apostar em uma boa identidade visual (ou na reformulação da mesma), portanto, é um verdadeiro investimento na construção da marca da sua clínica veterinária. 

 

O processo de criação da identidade deve passar por um estudo detalhado da concorrência, do seu público-alvo e dos valores e serviços da sua clínica. Essa coerência é fundamental para criar uma marca sólida e de forte apelo. 

 

Vale lembrar que a identidade visual inclui a logomarca e a paleta de cores que darão o tom de todo o material gráfico e digital de divulgação do empreendimento. 

 

2. Capriche na presença digital: website e redes sociais

Atualmente, não há como falar de estratégias de marketing sem considerar, necessariamente, o papel fundamental do meio online e das ações digitais de divulgação. 

 

A mudança no comportamento do consumidor tem um papel definitivo nesse sentido. Se há poucos anos um dono de pet dependia da recomendação de amigos e de propagandas convencionais para agendar um atendimento clínico, hoje ele faz buscas no Google para identificar um médico veterinário de qualidade. 

 

Site de qualidade e voltado à conversão 

Nada mais natural, diante desse cenário, que a sua clínica veterinária precise marcar presença nos resultados dos buscadores online, como o Google. Para tanto, a criação de um site com boa navegabilidade (e voltado para a conversão) é a primeira etapa essencial de todo empreendedor. 

 

Além de atender a critérios importantes como tempo rápido de carregamento, navegação instintiva pelas seções do portal, design que facilite a interação do usuário e, é claro, uma boa identidade visual, é importante que o site da clínica tenha foco em conversão em outras palavras, que seja voltado para resultados. 

 

Nesse sentido, uma ação altamente recomendada é fornecer o recurso de agendamento online de consultas veterinárias. Trazendo praticidade e facilidade para o público, a funcionalidade aumenta as chances de consultas marcadas e tende a ampliar a cartela de clientes da clínica veterinária. 

 

Veja um exemplo no site https://sfvc.com.br/

 

Não se esqueça, ainda, de fornecer as informações completas de contato e endereço do empreendimento (um bom caminho é incluir um mapa do Google Maps em uma das seções do site). 

 

Presença marcante nas redes sociais 

Além da construção de um site de qualidade, marcar presença nas redes sociais é outra etapa indispensável na criação de uma boa presença digital. 

 

Ao contrário do que muitos podem pensar, não se deve criar perfis em todas as redes sociais por via de regra. A premissa é: esteja onde seu público está. Investigue as mídias sociais mais acessadas por seus clientes e potenciais clientes e deixe sua marca nesses espaços. 

 

Vale a pena ressaltar a outra regra de ouro das mídias sociais: mantenha-as atualizadas. A publicação frequente de conteúdo relevante é essencial para a adequada manutenção e popularização dessas redes.   

 

3. Gere autoridade (e visitas!): aposte em Marketing de Conteúdo 

 

Pilar fundamental do marketing digital, o marketing de conteúdo consiste na produção e divulgação de conteúdo útil e relevante para determinado segmento de mercado, não só atraindo como também fidelizando clientes

 

Quando falamos de marketing veterinário, a estratégia se revela ainda mais interessante pela autoridade que confere aos profissionais e, em consequência, à marca da clínica. 

 

A chave, aqui, é conhecer bem seu público-alvo e buscar trazer respostas às suas principais dúvidas, interesses e necessidades, produzindo um conteúdo que realmente faça a diferença para seus clientes e potenciais clientes. 

 

O canal mais indicado para desenvolver a estratégia de marketing de conteúdo é o blog integrado ao site o conteúdo ali publicado, com a devida otimização, é capaz de gerar visitantes para o site de maneira contínua, além de colaborar para o alcance de boas posições no Google. 

 

Para além de artigos ou blogposts (que podem abranger temas como saúde animal, cuidados com pets e dúvidas comuns sobre tratamentos veterinários), outros formatos podem ser explorados, a exemplo de vídeos, infográficos e podcasts. As possibilidades de criação são inesgotáveis!  

 

4. Participe de eventos do setor (e organize eventos próprios!) 

 

Ultrapassando a fronteira do digital, as interações presenciais e o contato direto com o cliente (e com parceiros do segmento) fazem toda a diferença para um marketing veterinário efetivo. 

 

Nesse sentido, uma ação interessante que costuma trazer ótimos resultados é a participação em eventos do setor e a própria promoção de eventos no empreendimento

 

No primeiro caso, com a presença em feiras, congressos e encontros do mercado veterinário, é possível ampliar o networking, interagir com clientes e potenciais clientes, formar parcerias e divulgar a marca (incluindo o site e as redes sociais) para um público especializado. 

 

Por sua vez, a organização de eventos da própria clínica veterinária reforça a imagem da marca junto ao público e é uma ótima oportunidade para aumentar o número de atendimentos e demais serviços no negócio. 

 

Bons exemplos nesse sentido incluem promover eventos especiais de vacinação, dias de promoção para banho e tosa, campanhas de adoção ou doação de alimentos para animais de rua, dentre outros. 

 

5. Elabore campanhas inteligentes de fidelização e atração 

 

Campanhas bem elaboradas fazem toda a diferença para a imagem e a lucratividade do empreendimento veterinário

 

Além de eventuais descontos e promoções em produtos e serviços, explore a sazonalidade para fazer campanhas de saúde e estimular as consultas de rotina e a vacinação. Estações do ano e suas temperaturas, períodos de troca de pelagens ou penas, doenças epidêmicas e que proliferam em determinadas épocas do ano, campanhas de conscientização sobre a importância de exames de rotina…

 

De fato, muitas ideias podem ser exploradas de maneira inteligente para divulgar os serviços da empresa tanto para fidelizar os clientes existentes quanto para atrair os novos. 

 

E então, gostou do conteúdo? Você já aplica alguma das estratégias de marketing veterinário acima na sua clínica? Não deixe de comentar e compartilhar suas dúvidas e experiências com a gente!